close
logorovivo2

Ibama investiga origem da contaminação de fábrica de alumina

Moradores de regiões próximas à fábrica relatam mau cheiro e cor adulterada da água

FOLHAPRESS

24 de Fevereiro de 2018 às 09:07

Ibama investiga origem da contaminação de fábrica de alumina

FOTO: (Divulgação)

Após negar irregularidades em sua operação em Barcarena, a fabricante de alumina norueguesa Hydro Alunorte admitiu ontem (23) a existência de uma tubulação que deságua no rio Murucupi. O Ibama agora suspeita que foi por ali que passaram os rejeitos que contaminaram comunidades vizinhas da fábrica.

 

No fim de semana, moradores próximos da fábrica relataram mau cheiro e cor adulterada da água, que transbordou por causa das forte chuvas e atingiu várias casas. Um laudo Instituto Evandro Chagas da última quinta-feira (22) confirmou a a contaminação por chumbo e outros metais.

 

"É possível que tenha havido contaminação de rejeitos que estavam na área industrial e que, após a enchente da semana passada, escoaram por essa tubulação", disse Fernanda Pirillo, coordenadora-geral de Emergências Ambientais do Ibama, em entrevista por telefone.

 

Foi a segunda inspeção no local. Na primeira, realizada no domingo (18), dois representantes da Hydro não mencionaram a tubulação, segundo o Ibama. Agora o órgão ambiental avalia se houve má-fé -em caso positivo, a empresa norueguesa pode ser multada por prestar informação falsa.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS