close
logorovivo2

Procurador e advogado presos pela PF teriam tentado interferir investigações

O mandado foi expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e executado por dois procuradores regionais da República, com o auxílio da Polícia Federal

DA REDAÇÃO

18 de Maio de 2017 às 15:10

Procurador e advogado presos pela PF teriam tentado interferir investigações

FOTO: (Divulgação)

A Polícia Federal (PF) prendeu preventivamente, nesta quinta-feira (18), o procurador da República Ângelo Goulart Villela e do advogado Willer Tomaz. Os dois são acusados de envolvimento na Operação Greenfield.

Eles teriam tentado interferir nas investigações, que envolvem o Grupo J&F, e de atrapalhar o processo de negociação de acordo de colaboração premiada de Joesley Batista, um dos donos da JBS, que relatou tentativa de compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB).

Em nota, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, explicou que as prisões tiveram como base uma robusta documentação e foi pedida, por ele, com o objetivo de interromper as atividades ilícitas dos dois.

O mandado foi expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e executado por dois procuradores regionais da República, com o auxílio da Polícia Federal.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Procuradoria-Geral Eleitoral, que funciona no quinto andar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os policiais levaram computadores e outras mídias. O vice-procurador-geral eleitoral, Nicolau Dino, acompanhou o caso. Também foram feitas buscas e apreensões nos endereços residenciais e funcionais e pedido o afastamento do procurador de suas funções no Ministério Público Federal (MPF).

O procurador-geral, ainda, determinou a exoneração de Ângelo Goulart Villela da função de assessor da Procuradoria-Geral Eleitoral junto ao TSE, e revogou sua designação para atuar na força-tarefa do caso Greenfield.

Segundo o procurador-geral, a responsabilidade criminal do procurador e dos demais suspeitos será demonstrada no curso do processo, perante os juízos competentes.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS