close
logorovivo2

“Mulheres são burras”: loja online revolta consumidores por camiseta polêmica

Publicações na página da loja online no Facebook passaram a receber uma série de críticas por parte dos usuários, que demonstravam insatisfação com o conteúdo do produto encontrado no site.

IG

28 de Novembro de 2016 às 21:23

“Mulheres são burras”: loja online revolta consumidores por camiseta polêmica

FOTO: (Divulgação)

A loja online Dafiti revoltou usuários da internet nesta segunda-feira (28), após a descoberta de uma camiseta com conteúdo sexista no site. O produto tinha uma estampa que dizia que "mulher burra" seria um pleonasmo.

Publicações na página da loja online no Facebook passaram a receber uma série de críticas por parte dos usuários, que demonstravam insatisfação com o conteúdo do produto encontrado no site.

Mediante às críticas, a empresa retirou o produto do ar e fez um pedido de desculpas, mas jogou a responsabilidade da camiseta para a Eiblu, parceira de marketplace que foi descredenciada após o episódio. Veja a íntegra da nota de esclarecimento publicada pela loja:

"Recentemente, a Dafiti tomou conhecimento de um produto com conteúdo ofensivo e, imediatamente, tomou as devidas providências. A marca Eiblu, ex-parceira de marketplace, foi descredenciada e seus produtos foram retirados do ar. Além disso, já iniciamos a reavaliação de todo nosso portfólio para que isso não se repita.

A Dafiti repudia qualquer tipo de manifestação de preconceito e discriminação.

Somos uma empresa comprometida em oferecer a melhor experiência de compra online, por meio de marcas e serviços que promovam o acesso à moda a todos os consumidores. Acima de tudo, apoiamos a igualdade de gênero e a diversidade.

Pedimos desculpa a todas as nossas clientes."

A nota de esclarecimento da empresa, no entanto, não foi o suficiente para os consumidores, que continuaram as críticas na publicação. "Se são contra desigualdade de gênero, machismo, preconceito, como deixaram a camiseta passar, em primeiro lugar? Ninguém leu o que estava escrito? Cadê os funcionários e responsáveis? Deixaram entrar na loja por acidente? Me poupem", dizia um dos comentários.

Para complicar ainda mais a situação, uma usuária publicou, nos comentários da postagem da nota de esclarecimento, uma outra camiseta, que disse considerar uma forma de apologia ao estupro de vulnerável. O produto também recebeu uma série de críticas.

Algumas pessoas, no entanto, saíram em defesa da loja online, dizendo que a maior parcela de culpa seria realmente da parceira de marketplace. "É possível sim a Dafiti não ter tido conhecimento da exposição desse produto em sua plataforma até que deu este problema todo. Porém, visto o problema, trataram de saná-lo rapidamente. Agora devem tratar de melhorar o controle sobre a exposição de produtos de parceiros. Apenas isso", dizia outro comentário da publicação.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS