close
logorovivo2

Cesar Cielo dá pausa em sua carreira, mas não pensa em aposentadoria

“Na verdade, em competição eu decidir dar uma pausa, sim. Não competi desde o Maria Lenk e não tenho previsão de nada ainda, mas contato com a água eu nunca vou deixar de ter. São 22 anos dentro da piscina, e isso para mim é como escovar os dentes. Quando

DA REDAÇÃO

13 de Outubro de 2016 às 08:53

Cesar Cielo dá pausa em sua carreira, mas não pensa em aposentadoria

FOTO: (Divulgação)

O nadador Cesar Cielo vai dar um tempo em sua vitoriosa carreira como nadador profissional. Sem entrar em uma piscina por uma competição desde o mês de abril, quando esteve na disputa do Troféu Maria Lenk, mas ficou de fora dos Jogos Olímpicos por não ter sido um dos melhores brasileiros da competição, ele oficializou que vai interromper a carreira.

Seu aviso foi em uma entrevista coletiva e afirmou que não tem uma previsão para voltar à sua rotina dentro da água, mas desconversou sobre uma possível aposentadoria:

“Na verdade, em competição eu decidir dar uma pausa, sim. Não competi desde o Maria Lenk e não tenho previsão de nada ainda, mas contato com a água eu nunca vou deixar de ter. São 22 anos dentro da piscina, e isso para mim é como escovar os dentes. Quando eu estou fora da piscina é hora de fazer coisa errada. Pelo menos lá é uma hora em que eu me centro, medito, mas por enquanto não tenho previsão de voltar a disputas. Deixei para a coisa acontecer naturalmente, quando eu sentir saudade ou vontade.”

O nadador é um dos mais vitoriosos da história da natação brasileira. Subiu ao pódio em Jogos Olímpicos em três ocasiões: ouro nos 50m livre em Pequim-2008,  bronze nos 100m também em Pequim e em Londres foi bronze nos 50m livre. Em campeonatos mundiais, conquistou o tricampeonato dos 50m livre, em Roma 2009, Xangai 2011 e Barcelona 2013. Também conquistou um bicampeonato mundial nos 50m borboleta em Xangai e Barcelona, além de ter conquistado o mundial dos 100m livre em Roma.

E mesmo com o anuncio de que vai deixar as águas por um tempo, Cielo já demonstra saudades de competir em alto nível. Ele contou que durante as Olimpíadas, queria ajudar o Brasil, mesmo que fora da piscina:

“Estou começando a sentir saudade da piscina. Quando eu assisti à Olimpíada, estava quase arrancando a TV do móvel. Quando eu vi o revezamento, estava pirando lá em casa. Pensei até se não devia estar na borda da piscina com eles, nem que eu ajudasse na parte externa.”

O brasileiro admite estar em uma fase confusa. Hora quer voltar à piscina, depois quer ficar longe. Sua vontade de querer voltar a nadar aconteceu depois que Thiago Pereira terminou em sétimo nos 200m Medley. Cielo lamentou que seu companheiro não conquistou nenhuma medalha e pensa que ambos estão com pensamentos parecidos em relação à profissão:

“Não tinha pulado na piscina desde o Maria Lenk. Aí eu assisti à prova do Thiago, e eu acho que ele merecia terminar com uma medalha. A sensação que eu tive foi a que eu coloquei em uma mensagem que mandei para ele bem depois: se você quiser sentar para conversar, acho que a gente está numa fase parecida. A gente não está gostando muito da piscina, mas não quer largar. A relação com a piscina é pessoal: tem dia que eu amo, tem dia que eu odeio. Passei um tempo brigado, mas já estou com um pouquinho de saudade.”

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS