close
logorovivo2

Herbalife pagará US$ 200 milhões em investigação sobre práticas enganosas

Herbalife pagará US$ 200 milhões em investigação sobre práticas enganosas

DA REDAÇÃO

15 de Julho de 2016 às 15:15

Herbalife pagará US$ 200 milhões em investigação sobre práticas enganosas

FOTO: (Divulgação)

A Herbalife concordou em pagar US$ 200 milhões e em reestruturar totalmente suas operações nos Estados Unidos para encerrar uma investigação na qual era acusada de enganar os consumidores. A empresa, porém, conseguiu evitar uma acusação mais grave de que estaria operando um esquema de pirâmide financeira.

Com o acordo, a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos decidiu encerrar uma investigação envolvendo a companhia, que tem sede nas Ilhas Cayman.

Segundo o acordo, a Herbalife vai ter que repensar seu sistema de gratificação de forma que as vendas no varejo sejam remuneradas. Ou seja, a partir de agora, a Herbalife deverá pagar aos colaboradores por vender produtos da empresa e eliminar incentivos que recompensam distribuidores por recrutar novos integrantes para vender os produtos.

Em 2014, a Herbalife revelou que estava sendo investigada pela comissão por possíveis "práticas enganosas".

A companhia informou nesta sexta-feira (15) que o acordo não mudará seu modelo de negócio como companhia de venda direta. A Herbalife também pagará US$ 3 milhões em um acordo separado para resolver uma investigação em Illinois.

Um modelo de negócios que recompense participantes que atraiam outros membros para a empresa é basicamente a base de um esquema de pirâmide financeira.

"Os acordos são um reconhecimento de que nosso modelo de negócio é sólido e aumenta a confiança em nossa habilidade de seguir em frente com sucesso, ou não teríamos concordado com os termos", afirmou o presidente da Herbalife, Michael Johnson.

A Comissão Federal de Comércio estipulou que ao menos 80% das vendas de produtos da Herbalife sejam provenientes de usuários finais legítimos.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS