close
logorovivo2

Polícia Civil faz buscas na sede da Samarco

Polícia Civil faz buscas na sede da Samarco

DA REDAÇÃO

5 de Fevereiro de 2016 às 07:51

Polícia Civil faz buscas na sede da Samarco

FOTO: (Divulgação)

A Polícia Civil de Minas Gerais cumpre mandados de busca e apreensão de documentos na sede da mineradora Samarco no bairro Savassi, área nobre de Belo Horizonte, na manhã desta sexta-feira (5).

A operação é comandada pelo delegado Rodrigo Bustamante, um dos responsáveis pelas investigações do rompimento da barragem de Fundão, que aconteceu há exatos três meses e deixou 17 mortos e dois desaparecidos em Mariana (MG).

Pelo menos quatro carros da polícia estão no local. Ainda não há informações sobre o teor das buscas.

O UOL não localizou ninguém na sede da empresa para comentar o assunto. A reportagem também não conseguiu contato telefônico com a assessoria de imprensa.

Além do limite

Na terça-feira (3), reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo" informou que aSamarco ampliou acima do limite anual a barragem do Fundão.

É o que apontou o despacho de indiciamento sob a acusação de crime ambiental da mineradora e de executivos da empresa feito pela Polícia Federal (PF) em 13 de janeiro.

O documento mostra ainda que a leitura de equipamentos que medem o nível de água da represa estava com atraso de dez dias.

Prejuízo de R$ 1,2 bilhão

Ontem, foi divulgado um levantamento feito pela força-tarefa do governo de Minas Gerais para avaliar "os efeitos e os desdobramentos tragédia".

O documento diz que a tragédia causou um prejuízo inicial de R$ 1,2 bilhão, atingindo 35 municípios do Estado e uma população estimada em 320 mil pessoas.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS