close
logorovivo2

Adolescente suspeito de estuprar e matar garota já havia sido apreendido por tentativa de estupro

Adolescente suspeito de estuprar e matar garota já havia sido apreendido por tentativa de estupro

DA REDAÇÃO

12 de Fevereiro de 2015 às 10:08

Adolescente suspeito de estuprar e matar garota já havia sido apreendido por tentativa de estupro

FOTO: (Divulgação)

Dois adolescentes de 17 anos foram apreendidos nesta segunda-feira (9) suspeitos de envolvimento do estupro seguido de morte de uma garota de 13 anos. Um deles já havia sido detido por tentativa de estupro. O corpo de Elainne Cassyane dos Santos foi encontrado a tarde deste domingo (8).

Segundo o laudo do IML (Instituto Médico Legal), Elainne sofreu abuso sexual com requintes de crueldade. Ela teve hemorragia e sinais de asfixia. Na foto, o local onde foi encontrado o corpo da adolescente.

Elainne Cassyane dos Santos foi para a cidade vizinha encontrar com amigos e o crime aconteceu quando já estava voltando para casa, em Cambira, interior do Paraná, na última quinta-feira (4).

A garota pediu a mãe para ir a Apucarana para se encontrar com amigos. Ao retornar para casa, assim que desembarcou no ponto de ônibus em Cambira, tentou ligar para a mãe, Josefa Aparecida dos Santos, que é pastora evangélica, para avisar que já estava na cidade natal.

No momento, chovia fraco e a garota teria se abrigado embaixo de uma árvore. Neste instante, os menores fizeram a abordagem. A mãe ligou para a adolescente após estranhar a demora da filha, que chegou ainda a ouvi-la dizendo que estava sendo machucada.

A mãe disse que o sonho da menina era ter uma festa de 15 anos. O crime chocou a cidade de 7.000 moradores. A pensionista Maria Rosa dos Santos afirma que tem uma filha de nove anos e não deixa ela ir mais sozinha nem para a escola.

— Ninguém tem o direito de chegar e destruir o sonho de uma pessoa assim sem deixar esperança. Quero justiça. Tem que ter justiça nesse país.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS