close
logorovivo2

CONFIRMADA A MORTE DO CANDIDATO À PRESIDÊNCIA EDUARDO CAMPOS

O candidato à Presidência da República Eduardo Campos, que disputava as eleições pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), morreu na manhã desta quarta-feira, após acidente de avião em Santos, no litoral de São Paulo.

DA REDAÇÃO

13 de Agosto de 2014 às 12:10

CONFIRMADA A MORTE DO CANDIDATO À PRESIDÊNCIA EDUARDO CAMPOS

FOTO: (Divulgação)

 

O candidato à Presidência da República Eduardo Campos, que disputava as eleições pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), morreu na manhã desta quarta-feira, após acidente de avião em Santos, no litoral de São Paulo. A confirmação veio através da Força Aérea Brasileira (FAB), que disse que havia sete pessoas no avião, um modelo Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, que caiu às 10h. Eram dois tripulantes (dois pilotos) e cinco passageiros, incluindo o candidato.


Nascido em Recife (PE) em 1965, Eduardo Henrique Accioly Campos era neto de um dos mais influentes líderes da esquerda nacional, o ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes. Iniciou a militância política durante a faculdade de Economia, quando presidiu o diretório acadêmico do seu curso na Universidade Federal de Pernambuco.

Ingressou no PSB em 1990, acompanhando o avô, com quem trabalhava. Elegeu-se deputado estadual neste mesmo ano.

Em 1994, foi eleito deputado federal pela primeira vez (reelegeu-se em 1998 e 2002). Entre 1995 e 1998, esteve licenciado do mandato para trabalhar como secretário estadual de Governo e depois da Fazenda no governo de Miguel Arraes.

Uma das principais lideranças da base do governo Lula no Congresso, Campos foi chamado para comandar o Ministério de Ciência e Tecnologia e ficou no cargo entre 2004 e 2006. Em 2005, foi eleito presidente nacional do PSB.

Campos elegeu-se governador de Pernambuco em 2006. Conquistou a reeleição quatro anos depois. Em 2013, tendo em vista as eleições deste ano, o pernambucano, que era um dos principais aliados do PT em nível nacional, anunciou a aliança com o movimento Rede Sustentabilidade, de Marina Silva, para lançar chapa independente e concorrer ao Planalto.

VEJA TAMBÉM:

 

AVIÃO DE EDUARDO CAMPOS CAI EM SANTOS - FOTOS

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS