close
logorovivo2

Homem Guarani é morto em emboscada por pistoleiros

Homem Guarani é morto em emboscada por pistoleiros

DA REDAÇÃO

13 de Junho de 2013 às 14:43

Homem Guarani é morto em emboscada por pistoleiros

FOTO: (Divulgação)

 

Um homem Guarani foi morto ontem em Mato Grosso do Sul, supostamente por pistoleiros que trabalham para pecuaristas que ocupam a terra da sua comunidade.Segundo o cacique da comunidade de Paraguassú, Celso Rodrigues, de 42 anos, ‘Dois pistoleiros o tocaiaram enquanto ele passava perto de um córrego. O pai dele está muito triste e revoltado. Eu também (…) é muito doloroso ver parentes morrer’.

Em agosto do ano passado, os Guarani de Paraguassú reocuparam parte da sua terra ancestral, conhecido como Arroio Korá. Desde então, eles têm sofrido vários incidentes de violência e intimidação.

Um homem Guarani em Arroio Korá disse à Survival International, ‘Aqui nascemos, e a família foi expulsa. Decidimos voltar aqui; nossa comida é a nossa terra. Eu já tive que correr várias vezes da bala. Dói muito que os fazendeiros seguem nos ameaçando. Mas a minha decisão é ficar aqui. O fazendeiro terá que matar todos nós para que a gente saia’.
Este último incidente demostra a tensão e violência extrema que os índios em Mato Grosso do Sul estão enfrentando como resultado do fracasso do governo na demarcação de suas suas terras ancestrais, o que viola a lei.
Como consequência do roubo da sua terra para fazendas de gado e plantações de soja e cana de açúcar, muitos índios agora vivem em reservas superlotadas ou acampamentos nas beiras de estradas, onde sofrem de desnutrição, alcoolismo e violência.
O assassinato de ontem vem na sequência da morte de um índio Terena, que foi baleado pela policía no mês passado.
Rodrigues foi morto enquanto uma delegação de índios Terena e Guarani visitavam Brasília, para se reunir com ministros e pressionar para que seus direitos territoriais sejam respeitados. O governo está ameaçando enfraquecer esses direitos numa série de reformas drásticas e polêmicas, que estão gerando manifestações entre tribos no país inteiro.
Os Guarani disseram à Survival depois da reunião, ‘Os fazendeiros continuam se enriquecendo ilegalmente sobre essas terras indígenas, enquanto que nós povos indígenas estamos morrendo e passando miséria e fome’.
Fazendeiros na região estão planejando uma manifestação anti-indígena para amanhã.
A Survival está pedindo ao governo brasileiro para uma investigação completa deste crime e para trazer os responsáveis à justiça, e está em campanha para a demarcação urgente das terras ancestrais dos Guarani. Sem essas terras, mais vidas serão perdidas.
Stephen Corry, diretor da Survival, disse hoje, ‘O Brasil está sendo elogiado como uma história de sucesso econômico; está sendo celebrado por um rápido crescimento; e é concedida a honra de sediar os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo. Mas quantas pessoas conhecem a verdade obscura? Em busca do lucro a todo custo, centenas de vidas inocentes foram perdidas, e milhares de meios de vida destruídos. Este ataque é parte de uma série de assassinatos recentes. O que o governo está fazendo para levar os assassinos para a justiça e evitar mais derramamento de sangue? Quase nada.’
 
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS