close
logorovivo2

Leia a íntegra da nota divulgada pelo Ministério da Fazenda sobre denúncia contra Palocci

Leia a íntegra da nota divulgada pelo Ministério da Fazenda sobre denúncia contra Palocci

DA REDAÇÃO

19 de Agosto de 2007 às 15:54

Leia a íntegra da nota divulgada pelo Ministério da Fazenda sobre denúncia contra Palocci

FOTO: (Divulgação)

*O Ministério da Fazenda divulgou, às 14h20 de hoje (19), uma nota à imprensa sobre as denúncias do advogado Rogério Buratti. Em depoimento na Delegacia Seccional de Ribeirão Preto, na manhã de hoje, ele disse que o então prefeito do município e atual ministro da Fazenda, Antonio Palocci, recebia R$ 50 mil por mês de empresa Leão&Leão, prestadora de serviço de coleta de lixo da cidade. Na época, Buratti era assessor de Palocci. As informações foram dadas pelo promotor Sebastião Sérgio da Silveira, uma das pessoas responsáveis pelo depoimento. *Leia, abaixo, a íntegra da nota divulgada à imprensa: *A Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Fazenda informa: *1 - O Ministro da Fazenda, Antonio Palocci, nega com veemência a veracidade da informação de que recebeu recursos da empresa Leão&Leão quando exercia o cargo de prefeito do município de Ribeirão Preto. *2 - O Ministro da Fazenda nega com a mesma veemência que seu ex-assessor Ralf Barquete recebesse recursos da empresa Leão&Leão para serem repassados ao diretório nacional do PT, conforme afirmou o promotor Sebastião Sérgio de Silveira. *3 - O ministro Antonio Palocci afirma que recebeu contribuições em sua última campanha para a prefeitura de Ribeirão Preto da empresa Leão&Leão e de outras empresas, o que está devidamente registrado na prestação de contas levada ao Tribunal Regional Eleitoral. Tais contribuições foram feitas e registradas com absoluta observância da legislação eleitoral. *4 - A indiscrição de autoridades e o modo como foram dadas as declarações configuram total desrespeito a regras jurídicas e podem prejudicar o bom andamento das investigações. A Lei Orgânica do Ministério Público Estadual obriga os promotores a "resguardar o sigilo do conteúdo de documentos ou informações obtidas em razão do cargo ou função". *5 - Ao Ministro Antonio Palocci interessa a completa elucidação dos fatos. Isto não será alcançado com a precipitada divulgação de alegações parciais e infundadas.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS