close
logorovivo2

Roraima - Garimpeiros brasileiros estão presos na Guiana

Roraima - Garimpeiros brasileiros estão presos na Guiana

DA REDAÇÃO

5 de Abril de 2007 às 08:24

Roraima - Garimpeiros brasileiros estão presos na Guiana

FOTO: (Divulgação)

A prisão de garimpeiros brasileiros deixou de ser novidade. Desde a primeira legislatura deputados estaduais se mobilizam para ir à Venezuela e libertá-los. O problema ganhou dimensão desde que o governo da República da Guiana passou a reprimir a atividade, pressionado por Organizações Não-Governamentais (ONGs). *Semana passada o deputado estadual Chico Guerra (PSDB) foi a Georgetown acompanhado pelo cônsul honorário da Guiana em Roraima, Paulo Pereira, para conhecer os fatos envolvendo as prisões de brasileiros. Identificou que os motivos principais são: a renovação do visto de trabalho e garimpagem em área de preservação ambiental. *Conforme o deputado, criou-se uma “máfia” na renovação dos vistos. Por isso, o governo daquele país decidiu suspender o serviço para regularizar a emissão dos documentos. Como a decisão vigora há mais de dois meses, várias pessoas que investiram em equipamentos de garimpo começam a enfrentar dificuldade para permanecer no país. *“A maior colônia de estrangeiros naquele país é de brasileiros, dizem que são mais de cinco mil. Estivemos com a embaixadora que cuida dessa área e ela se comprometeu em resolver o impasse o mais rápido possível. Creio que nos próximos 30 dias”, declarou o parlamentar, para tranqüilizar os familiares daqueles que trabalham lá. *Também são motivos para a prisão de brasileiros a invasão e garimpagem em áreas de preservação ambiental, como aconteceu a três patrícios. “O garimpo lá é livre. Então se torna fácil entrar em áreas de preservação porque não há vigilância permanente. Vez por outra alguém é flagrado e preso”. *No entendimento do deputado tucano, é difícil conscientizar garimpeiros a não exercerem a atividade em países estrangeiros. Argumenta que eles não sabem fazer outra coisa e o garimpo é questão de sobrevivência e mesmo diante de riscos se aventuram pela Venezuela e agora na Guiana. *“O governo brasileiro não se preocupou em destinar áreas para a garimpagem. A Guiana talvez seja o único país da América Latina onde a garimpagem é facilitada. Mas essa realidade tende a mudar porque também lá as ONGs começam a pressionar o governo pela proibição do garimpo com dragas nos rios”. (C.P)

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS