close
logorovivo2

Alerta na Amazônia - registrada presença do vírus da gripe aviária em Manaus

Alerta na Amazônia - registrada presença do vírus da gripe aviária em Manaus

DA REDAÇÃO

29 de Março de 2007 às 14:00

Alerta na Amazônia - registrada presença do vírus da gripe aviária em Manaus

FOTO: (Divulgação)

A Refinaria Isaac Sabbá de Manaus (Reman) recebe em sua área anualmente milhares de aves migratórias oriundas da América do Norte. Esses pássaros, na maioria andorinhas, têm em suas entranhas várias modalidades de vírus, dentre eles, alguns da família da gripe aviária. Por esse motivo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em conjunto com o governo estadual desencadeou uma ação de controle das aves existentes em vários bairros da cidade localizados em perímetro de 10 quilômetros da refinaria. *Cinco equipes, num total de 12 pessoas, estão vistoriando todas as residências nas imediações da refinaria. As equipes têm 30 dias para encerrar os trabalhos de campo no perímetro urbano estabelecido como prioritário. A medida é 100% preventiva e envolve profissionais da Comissão de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Codesav), do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Amazonas (Idam), bem como agentes do Mapa em Manaus. *Vírus detectado *Além da Reman, também a província petrolífera de Urucu, em Coari, recebe aves migratórias. Um estudo feito por autoridades federais e estaduais identificou em 2003, que o vírus Influenza Aviária tipo H3, uma categoria mais branda do que o letal H5N1, foi encontrado em pássaros da região. *O documento é o primeiro inquérito sorológico em andorinhas realizado na Reman e em Urucu. Participaram dele técnicos do Ministério da Saúde, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Secretaria de Saúde de Manaus e do Estado e Instituto Evandro Chagas. *Foram capturadas 729 aves, sendo 440 em Manaus e 289 em Urucu. Dessas, identificou-se quatro espécies de andorinhas. Dos pássaros capturados foram encaminhados materiais de sangue de 683, sendo 405 da Capital e 278 do interior. O material tratado pelo Instituto Evandro Chagas confirmou resultados positivos em algumas aves. Com base nesses dados percebe-se a necessidade do trabalho preventivo.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS