close
logorovivo2

DESENVOLVIMENTO: Algodoeira vai gerar quase 100 empregos diretos até o fim do ano

Eduardo Japonês visitou local e ofereceu ajuda da Prefeitura para valorizar a indústria local

ASSESSORIA

1 de Fevereiro de 2019 às 11:43

DESENVOLVIMENTO: Algodoeira vai gerar quase 100 empregos diretos até o fim do ano

FOTO: (Assessoria)

Preocupado em oferecer a infraestrutura básica para a instalação de novas grandes empresas e indústrias na cidade, o prefeito Eduardo Japonês visitou a fazenda Independência para demonstrar o apoio da gestão municipal na abertura de uma grande algodoeira no local. Prevista para entrar em funcionamento ainda este ano, a indústria deverá empregar quase 100 trabalhadores diretamente, trazendo ainda reflexos indiretos positivos na Economia local.

 

Acompanhado do secretário de Turismo, Indústria e Comércio de Vilhena, Marcondes Cerutti, o prefeito soube que a indústria está programada para entrar em funcionamento já no segundo semestre de 2019. A algodoeira terá capacidade de produção que atenderá 10 mil hectares de área plantada, quando estiver em pleno funcionamento. Este ano, serão processados fardos de algodão provenientes de 2 mil hectares da própria fazenda.

 

Para os anos seguintes a produção tende a aumentar: em 2020 serão produzidos 4 mil hectares e em 2021 o número deve chegar a 6 mil hectares. Além da produção do algodão, os empresários darão início à produção de caroço de algodão, usado nos confinamentos de gado. Atualmente os produtores precisam comprar o material no Mato Grosso.

 

Marcondes ressalta que a Prefeitura está atualmente apoiando a instalação de várias indústrias e grandes empresas na cidade para incentivar a Economia local. “Uma nova indústria é de grande importância para o nosso município criando novas oportunidades e reconhecimento no nosso Estado. Gerar emprego, renda e produtos mais baratos faz com que a cidade toda se desenvolva”, explica o secretário.

 

A cidade precisa estar preparada para receber essas grandes empresas. Temos que oferecer serviços básicos para seus trabalhadores, estradas, iluminação, transporte público e muitos outros que já são nossa obrigação. Assim, nosso trabalho diário em manter a cidade bem organizada gera interesse em investidores, que acreditam no potencial da cidade”, explica Japonês.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS